O que é a Criptomoeda: Tudo que você precisa saber sobre ela

O que é a Criptomoeda: Tudo que você precisa saber sobre ela

postado em: Conhecimento | 0

Se você já teve um empresa ou amigo que ofereceu a você pagamento via Bitcoins ou outro tipo de dinheiro digital, você ja encontrou a Criptomoeda.

A Criptomoeda é uma moeda digital que é criada através do uso de software de encriptação. Essa é a solução para as questões de segurança e controle que impediram que uma moeda puramente digital fosse desenvolvida no passado.

Se você ouviu alguém falar sobre alguma dessas moedas, certamente ela está em um formato de criptografia. Agora vamos ver como isso funciona, e porque ela é tão popular.

 

 

Como a Criptomoeda funciona?

Como uma moeda existe totalmente no formato digital? No que ela é baseada? Enquanto o processo varia um pouco entre os diferentes tipos de Criptomoedas, todas elas seguem o mesmo sistema.

Primeiro, a Criptomoeda escolhe uma unidade base e o quanto esta unidade particular vale quando comparada a outras moedas ( geralmente, o dólar é a unidade base ).

Unidades da Criptomoeda são criadas, tipicamente quando uma transação acontece. As unidades são cuidadosamente formadas e preservadas através do algorítimo de encriptação, então são ligadas na vasta corrente de dados, onde a moeda pode ser rastreada e trocada.

Entretanto, até este ponto, a Criptomoeda esta muito vulnerável e muito fácil de ser falsificada. As unidades da moeda devem ser registradas e processadas para serem validadas e difíceis de serem copiadas. Um desenvolvedor de terceiros pode fazer isso, mas a maioria das Criptomoedas preferem utilizar a contribuição coletiva daqueles que tem o hardware e software corretos para “minar” a moeda.

A mineração utiliza algorítimos para passar por cada transação, criptografa a Criptomoeda, e o adiciona a um registro financeiro digital, verificando e sedimentando seu lugar online. Este processo pode ser chamado de “Protocolo de consentimento” ou “Plataforma de consenso” dependendo da moeda. Este processo é feito para que a moeda seja impossível de ser duplicada.

Alguma Criptomoedas são altamente centralizadas, normalmente a organização que cria o processo/software, toma as decisões sobre quanto da moeda sera criada e como sera utilizada. Outros tipos são muito descentralizadas, são utilizadas como e onde as pessoas estão dispostas a usá-los.

Como a Criptomoeda é diferente do dinheiro “Normal”

Estas moedas não são criadas por uma organização governamental especifica. Tradicionalmente as moedas são criadas pelos governos ( ou organizações relacionadas ) para a legitimidade, troca, competição, e outras várias razões.

A Criptomoeda tende a ser criada por organizações privadas, e o seu propósito tende a ser menos orientado a nação. Muitas das Criptomoedas são simplesmente criadas para fazer dinheiro. Algumas são criadas especificamente para lutar contra as moedas físicas tradicionais.

Moedas nacionais são protegidas por bancos e uma variedade de controles governamentais que geralmente trabalham para controlar a inflação, prevenir praticas maliciosas, eliminar a falsificação, ajustar taxas de juros e muitas outras importantes decisões do gerenciamento da moeda. A Criptoomeda não tem esse tipo de suporte ( Ainda não pelo menos ). Muitas da vezes, o processo de controle e proteção depende inteiramente dos “mineiros” e do processo de criptografia.

Tudo isso se parece muito com o famoso Bitcoin certo? Isso porque o Bitcoin é a Criptomoeda mais popular atualmente.

Criado em 2008 por Satoshi Nakamoto ( Esse é somente um apelido, usado para garantir o anonimato ), o Bitcoin mostrou ao mundo como uma Criptomoeda estável pode ser criada. Entretanto, várias outras estão rapidamente sendo criadas com seus sistemas próprios de encriptação.

Exitem hoje, mais de mill tipos diferentes de Criptomoedas, algumas, como o Bitcoin, são sérios empreendimentos no mundo das finanças, investimentos e moeda global. Outras são tentativas leves. Alguns exemplos de moedas digitais diferentes do BitCoin são: Litecoin, Ripple, Dash, Nxt, Ethereum, Dogecoin entre outras.

 

Fonte: Digital Trends

Deixe uma resposta